quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Seja esperto.Diga não às drogas

Uma poesia(apelo)de Roberto Celestino


Hoje a sociedade
Se encontra ameaçada,
Por um mal que a assola
Essa droga tão falada,
Que destrói muitas famílias
Deixa a vida arrasada.

A pessoa que inicia
Procurando atenção,
Quer ficar encorajado
Pra cair na diversão.
O coitado nem percebe
Que ta indo pro caixão.
       
Logo quando ele começa
Acha que só vai provar,
Pois se acha muito forte
Para a droga abandonar,
Mas depois vai perceber
A droga lhe dominar.
         
E com o passar do tempo
Passa a se transformar,
De alegre e tranquilo
Agressivo vai ficar,
E agora seus amigos
Dele vão se afastar.
         
E também dentro de casa
Muda o comportamento,
O alegre jovem agora
É apenas um briguento,
E sem ver está levando
A família ao sofrimento.
         
Os colegas não consegue
No estudo acompanhar,
Pois a sua inteligência
Já começa a definhar
E pensando só na droga
Não consegue estudar.
         
Dia a dia se percebe
A situação pior,
O que usa já não serve
Ele busca algo maior,
Procurando outras drogas
Para se sentir melhor.
         
Quando a cola já não serve
Para lhes satisfazer,
Ele busca a maconha
Por esta mais forte ser,
Vai chegar então o momento
De efeito  não fazer.
         
E nessa viagem louca
Ele vai se aprofundando,
Busca drogas mais potentes
E de tudo vai usando,
Não consegue perceber
O quanto ta se afundando.
         
Aquele que tem dinheiro
Cocaína vai comprar,
O mais pobre compra o crack
É mais fácil de encontrar,
Esse é muito perigoso
Tem  poder para matar.
         
Tem  efeito matador
E também outro poder ,
Viciar  rapidamente
E para a alguém prender
Basta usá-lo uma vez
Pra a pessoa se render.
              
Aumentando a desgraça
Um tal oxi, foi inventado,
É de cal e querosene
E tudo envenenado,
Mata mais do que as outras
Sem dar chance ao viciado.

Quando chega nessa fase
Tudo fica complicado,
O que parecia  belo
Vai mostrar o outro lado
Quem  queria aparecer
Agora vê-se  isolado.
         
Se rebela com os pais
Pois se sente independente,
Achando que pode tudo
Quer mostrar que é valente
Quando passa o efeito
Só Deus sabe o que sente.
         
Quando acaba o dinheiro
E não pode mais comprar,
Vê-se logo em desespero
E começa a roubar,
Até dentro de sua casa
Rouba coisas do seu lar.
         
Anda sujo, maltrapilho
A calçada é seu lar,
Vive sempre mendigando
Esperando algo ganhar,
Pra comprar a sua droga
É disposto até matar.
         
Em um mundo violente
Vive ele  envolvido,
Na escuridão das drogas
Compra briga com bandidos,
Muitos são os que se vão
Tem seu tempo reduzido.
         
Muitos jovens estão mortos
As  famílias destruídas,
Outros vivem  pelas ruas
Vivem ao léu e sem guarida,
Por uma atitude errada
Destruíram  suas vidas.

E enquanto esses pobres.
Correm  pra destruição
Peço  que analisemos
Com devida atenção,
Como vive o traficante,
Que é chamado de chefão.
         
Vende droga, mas não usa
E só anda de carrão,
Leva vida sossegada
Só passeia de avião,
E o pobre viciado
Vive sujo pelo chão.
             
Deixo aqui o meu conselho
Pra você saber viver,
Bem  tranqüilo e sossegado
Sem ter nada a temer:
Fique longe dessa droga
Ela quer matar você.
         
Quer você ser descolado?
Porta-te decentemente,
Faça uso do seu charme
Seja um jovem influente
Ao estudo dê valor
Mostra qu’és inteligente.
         
Deve a jovem  escolher
Um rapaz pra namorar,
Que possua qualidades
Saiba a todos agradar,
Se pegar um viciado
Vai morrer de apanhar.
         
Fique atento com o álcool
É  uma porta de entrada,
Muitos que por ela entraram
Perceberam a cilada
Outros ao tentar voltar
Encontraram-na fechada.

O cigarro é outra droga
Venenoso e matador,
Quem o usa adquire
Enfisema e tumor.
Não destrua o teu corpo
Que Deus fez com tanto amor
        
Vê-se o fruto dessas drogas
Hoje em muitos lugares,
A lotar  os cemitérios
Nos presídios aos milhares
Jovens presos por correntes
Dentro de seus próprios lares.
        
Se alguém fizer convite
Para alguma droga usar,
Foge dele sem demora
Se não vai te afundar
É melhor andar sozinho
Sem o mal pra te tentar.
        
Mostra que és diferente
Escolhendo o correto,
Se souberes que há drogas
Não queiras passar por perto
Mostrarás assim a todos
Quem de fato é esperto.
        
Se você já provou drogas
Pra deixar essa é a hora,
Recomeça tua vida
Faça isso sem demora
Tua vida não é lixo
Para ser jogada fora.
             
Aproveita tua vida
Valoriza a liberdade,
Anda com sabedoria
Te esquivas da maldade.
Pois quem vive sem as drogas
Vive em tranqüilidade. 

Um comentário:

  1. Suas mensagens são muito boas e vir a seu blog é uma benção.Dou-lhe os parabéns e continue nessa sua força trazendo a cada dia essas mensagens gratificantes de edificação, consolação e exortação. É este o alvo da nossa vida, incentivar a continuar a nossa caminhada pelas veredas da luz, com alegria falando das maravilhas do nosso Salvador. Que sua vida brilhe mais e mais a cada dia. Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais é só clikar. Faça-o de forma a que possa seguir também seu blog. As minhas cordiais saúdações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir