segunda-feira, 22 de abril de 2013

A PARÁBOLA DO SEMEADOR

Mais um trechinho do meu Projeto em andamento "O Evangelho de Marcos em Cordel",desta vez,A parábola do Semeador,registrada em Marcos cap.4.


Uma parábola proferiu
Estando ele a ensinar,
Assim começou contar
Eis que o semeador saiu,
Em seu campo distribuiu
Sobre a terra a semente,
Mas vindo o sol tão quente
Algumas não subsistiram,
Foram estas as que caíram
Entre pedras e solo rente.

Outra parte caiu
Na beira do caminho,
E vieram os passarinhos
Que logo as consumiu,
Em um ambiente hostil
Muitas delas se perderam,
Entre os espinhos cresceram
E não puderam prosperar,
Antes mesmo de frutificar
      Sufocadas logo morreram

A parte que ficou,
Em solo fértil cresceu,
Boa colheita ali se deu
Alegrando o semeador,
Que de alegria festejou
Em ver o fruto da semente,
Que semeou arduamente
E hoje se viu recompensado,
Em ver o celeiro abarrotado
Com uma colheita excelente.

Os apóstolos não entenderam
Ao certo o que tinha falado,
E tendo sozinhos ficado
Ao mestre recorreram,
Vendo que não compreenderam
Ele então os explicou,
Que o Reino do Senhor
A eles era esclarecido,
Mas aos incrédulos escondido
Como o profeta assim falou.

Passou a lhes explicar:
A Palavra foi semeada,
E como na beira da estrada
Alguns pararam pra escutar,
Mas não puderam se firmar
Pois o diabo arrebatou,
A palavra que se plantou
Tornando-a neutralizada,
E a tal pessoa sem entender nada
Não se firma no Senhor.

As que entre pedras caíram
Foram aceitas com alegria,
Mas com o passar dos dias
Alegria já não viram,
Raízes não adquiriram
Não suportaram tribulações,
Vindo as perseguições
Não conseguiram aguentar,
O mundo a os pressionar
Com suas preocupações.

Mas ao que se encontrou
Com um coração preparado,
Recebeu com cuidado
A palavra do Senhor,
Nesta logo se firmou
Dela fez o seu broquel,
Tornou-se servo fiel
Passou também a semear,
Em outros corações plantar
Colhendo almas para o céu.

Roberto Celestino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário